Colesterol alto: o lanche para diminuir os níveis ruins 'agudamente' dentro de horas de uma única porção

A castanha-do-pará parece oferecer efeitos hipolipemiantes únicos, que foram observados poucas horas após a ingestão.



Um realizado no Brasil se propôs a estabelecer os efeitos da ingestão de castanha-do-brasil nos perfis lipídicos em uma amostra de 10 voluntários saudáveis.

As descobertas, publicadas no Journal of Nutrition and Metabolism, revelaram melhorias acentuadas nos perfis lipídicos dos participantes, que melhoraram ainda mais ao longo do tempo.

Os autores explicaram: “Cada sujeito foi testado quatro vezes em um cruzamento randomizado em relação à ingestão de diferentes porções de castanha do Pará; 0,5, 20 ou 50 gramas.”

Colesterol alto



Colesterol alto: uma única porção de castanha-do-pará pode diminuir os níveis ruins (Imagem: Getty)

O sangue foi coletado dos participantes em cada ponto de tratamento, em uma, três, seis, nove, 24 e 48 horas e cinco e 30 dias de tratamento.

Os pesquisadores analisaram a amostra para colesterol total, colesterol de lipoproteína de alta e baixa densidade, triglicerídeos, selênio e outros perfis importantes.

A equipe disse: “Um aumento significativo dos níveis plasmáticos de selênio foi observado em seis horas nos grupos que receberam as nozes”.

Os níveis de colesterol LDL foram significativamente mais baixos e o colesterol HDL significativamente mais altos nove horas após a infecção de 20 ou 50 gramas da noz.



NÃO PERCA: [INFORMAR] [MAIS RECENTES] [INFORMAR]

Além disso, os participantes viram um aumento acentuado nos níveis de HDL de 32%, enquanto as concentrações de LDL caíram 23% após 30 dias de tratamento.

Os pesquisadores concluíram: “Este estudo mostra que a ingestão de uma única porção de castanha-do-pará pode realmente melhorar o perfil lipídico sérico de voluntários saudáveis”.

A castanha-do-pará contém 20 selenoproteínas diferentes que contêm importantes enzimas antioxidantes conhecidas por diminuir a inflamação e os perfis lipídicos.

A noz, no entanto, contém uma alta proporção de gordura monoinsaturada, que é considerada benéfica para pessoas afetadas pelo colesterol alto.



Colesterol alto

Colesterol alto: reduza seus níveis comendo menos desses alimentos (Imagem: EXPRESS.CO.UK)

Um polifenol único conhecido como ácido elágico também é encontrado na castanha do Brasil.

O selênio é um antioxidante essencial necessário para o funcionamento de um sistema imunológico saudável.

Uma única noz contém em média 68 a 91 mcg de selênio.

Este nutriente tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que oferecem efeitos neuroprotetores e antidepressivos.

castanha-do-pará

A castanha-do-pará é uma excelente fonte de selênio (Imagem: Getty)

De fato, a pesquisa mostrou que o selênio pode apoiar as principais vias de separação do cérebro dentro do sistema nervoso central.

Esses achados são particularmente relevantes para pacientes com doença de Alzheimer e Parkinson.

Embora o selênio seja um nutriente essencial para a saúde, no entanto, a castanha-do-pará deve ser consumida com moderação para evitar efeitos colaterais adversos.

Casos de toxicidade grave e envenenamento foram relatados em relação ao consumo excessivo de castanha do Pará e overdose de suplementos de selênio.